Mapa & Fotos Importantes do Projeto Iguaçu/PAC 1 & 2 Fev2012

sábado, 15 de janeiro de 2011

Câmara Municipal de Belford Roxo realiza AUDIÊNCIA PÚBLICA para discutir as "ENCHENTES" na região.


Quinta-feira, 13 de janeiro de 201

BLOG Panorama Social fala sobre Audiência Pública na câmara de Belford Roxo...


O Vereador Jorge Soares Braga, o Jacoginho em conformidade com a Câmara Municipal de Vereadores de Belford Roxo realizou neste 13/01/11 às 19:00h uma Audiência Pública para discutir medida emergências contra enchentes na cidade, na mesma ,diversas autoridades ligadas ao governo local e estadual estiveram presentes, principalmente técnicos do Instituto Estadual do Ambiente-INEA responsáveis pelo Projeto Iguaçu, obras de controle de enchentes realizadas desde 2008 nas bacias dos Rios Botas, Sarapuí e Iguaçu e alguns afluentes. Na ocasião diversas lideranças comunitárias fizeram-se presentes fazendo daquele espaço um verdadeiro local de manifestações e reivindicações de direitos, direitos estes violados cotidianamente por nossas autoridades, principalmente as municipais, que trata seus munícipes como se fossem meras figuras decorativas neste grande salão chamado cidade de Belford Roxo.


Em diversos momentos das falas das ditas autoridades, fiz questão de manifestar minha indignação, faltando inclusive com respeito ao rito da Audiência, contudo, como em sua maioria as falas não demonstravam a sinceridade e lisuras que esperamos de um administrador público, porque também iria eu respeitá-los, por isso, fiz questão de intervim sempre que se fez necessário, e quando fiz uso da palavra, fiz questão de aprofundar minhas críticas e olhando nos olhos de cada um deles, pela reação do plenário, minha fala teve conteúdo, pois aqueles que me pararam, fizeram elogios de cada palavra por mim dita no uso da tribuna. As autoridades que muitas vezes não gostam de serem cobradas, em especial em Belford Roxo, precisam aprender que só se cobra de autoridades incompetentes, por isso, eles precisam ser mais competentes nas suas atribuições, a população sofrida e esquecida é que não pode pagar preços sempre altos como da Região Serrana do Rio de Janeiro, por falta desta atribuição.

O Vereador Jacoginho ao fazer a abertura da audiência citou a natureza aqui e no mundo pela tragédia, o que discordo, pois na Austrália apesar de tanta água, não morreram a metade de pessoas que morreram na Região Serrana, isso demonstra que lá eles não permitem ocupações em área de risco, pra depois botarem culpa na população menos esclarecida e pobre. Sabemos todos que o mundo passa por manifestações climáticas, contudo, governos de todas as instâncias precisam fazer sua parte, pois se não fizerem, pra que governo então. Muitos dizem temer por minha segurança, por ser eu um ativista combatente, não tenho medo, se um dia pensarem em me matar por isso, vou morrer feliz por não ter me vendido aos exploradores e destruidores de sonhos, digo que entre viver dentre os covardes que fazem discursos e não tem práticas, prefiro a luta, sendo que minha revolta acontece sem levantar dúvidas à moral e honra de quem quer que seja, quero ser aliados do poder público para transformar vidas, contudo, quero saber se eles querem ser nosso, pela postura que adotam, não tenho dúvida que estou longe de ser aquilo que eles sonham, ainda bem, porque não tenho nenhum dúvida que serei o que sou até o último dia de minha vida, que ele não pense que ela será curta...

Postado por Rui Oliveira - Pres.CADES, Belford Roxo-RJ às 19:24
LINK: http://ruipanoramasocial.blogspot.com/2011/01/audiencia-publica-na-camara-de-belford.html

Um comentário:

  1. Rui, você está de parabéns pela matéria publicada em seu BLOG e é por ai mesmo que temos que continuar, se não conquistarmos nossos espaços e nós fazer sermos ouvidos pelo governo, eles vão continuar nos ignorando e o resultado é o que estamos vendo na região serrana do Rio e parece que eles só agem quando a "Tragédia" acontece, e não queremos que isso aconteça em nossa região, por isso mesmo sofrendo tantas "críticas e boicotes" precisamos cobrar ações mais concretas e imediatas em nossa região, durante a minha exposição declarei sobre as dificuldades que temos encontrado durante o acompanhamento das obras do Projeto de Controle de Inundações (Projeto Iguaçu/PAC) falei sobre a falta de informações concretas que acabam por prejudicar as regiões pois dificultam as soluções para as diversas demandas encontradas nos bairros... Entendo que quando os responsáveis pelo Projeto Executivo reconhecer nossa presença e respeitar nossa função social dentro do projeto, as intervenções serão mas objetivas e benéficas para a população "tão sofrida" da Baixada Fluminense.

    Rogerio Gomes
    CLA/Lote XV

    ResponderExcluir